Traumas Psicológicos

Atualizado: 30 de Jun de 2018


Olá pessoal, hoje vou falar um pouco sobre “Traumas Psicológicos”, talvez tentar desmitificar esta palavra que causa tanto medo às mamães. Provavelmente, a maioria de vocês já ouviu: – “Não faz isso, ou aquilo senão irá traumatizar a criança”. Primeiramente, vamos entender a definição de Trauma, a do dicionário mesmo: “Trauma na Medicina: qualquer lesão ou perturbação produzida no organismo por um agente exterior acionado por uma força” (fonte: Dicionário da Língua Portuguesa).


Então o que podemos entender é que qualquer perturbação feita por alguém à outra pessoa poderia ser considerada um trauma. Na nossa cabeça, o trauma funciona como uma desorganização dos pensamentos. Temos dois tipos de traumas: o trauma construtivo ou estruturante e o trauma patológico ou desestruturaste.


Trauma construtivo ou estruturante seria quando a criança aprende regras de convivência e limites impostos pelo ambiente no qual frequenta seria um evento traumático, pois a obriga a submeter-se a normas as quais ela não entende e a faz se sentir limitada, porém, além de inevitáveis, alguns traumas proporcionam uma reorganização de pensamentos e contribuem para o desenvolvimento e a estruturação da criança.


Trauma patológico ou desestruturante seria violento e contém o efeito surpresa, não somente de violência física, mas também de intensidade é excessivo, a criança não espera que aconteça, não consegue reorganizar os pensamentos. Esses traumas podem acontecer pela falta de confiança que as crianças têm nos pais, por não encontrarem neles um porto seguro, pessoas a quem elas possam recorrer no momento de insegurança. Por isso, a importância de ser verdadeiro com as crianças, pois assim se sentirão mais seguras por ter em quem confiar.


Um exemplo em que podemos falar é sobre a iniciação escolar. A nossa mamãe Aline está vivendo essa nova experiência com a Laurinha, ambas estão na fase de adaptação.


A mãe faz o papel de mediadora ajudando a criança a atravessar a ponte para sair do lugar que já lhe é familiar que a deixa segura, para o outro lado que tem tudo novo e muitas descobertas. Algumas coisas não serão fáceis para criança nesta nova fase da vida, pois ela terá que aprender coisas novas, assimilar outras normas e regras que são diferentes da casa dela, mas isso tudo irá ajudá-la no seu desenvolvimento emocional e cognitivo.


Espero ter ajudado vocês a ter um novo olhar para os traumas da vida. Caso tenham alguma dúvida podem deixar aqui nos comentários.


Até a próxima.

69 visualizações

Devir Consultório de Psicologia

Rua Apucarana, 703 - Tatuapé - São Paulo

Telefone: (11) 3462-3227 

WhatsApp: (11) 94723-3143 (Consultoria do Sono)

WhatsApp: (11) 93218-8627 (Terapia)

©2020. Devir Consultório de Psicologia.